setembro 22, 2014

Depois do fim: Escrevendo “Sangue Santo”, Marcelo A. Galvão

Um grasnido soou acima das árvores. Um urubu planou entre as copas, as asas enormes estendidas, pronto para se fartar no banquete ali embaixo. Guel olhou […]