RPG e o Universo Athelgard de Ana Lúcia Merege
novembro 22, 2016
Draco na Primavera Literária de SP – 2016
novembro 24, 2016

Draco no Prêmio Argos de Literatura Fantástica 2016

argos-2016Nós acreditamos na literatura nacional e nos escritores brasileiros, e quando vemos nossos livros sendo indicados para prêmios como o Argos, temos muito orgulho e satisfação.

Os finalistas:

Melhor romance

Melhor conto

Melhor antologia ou coletânea

  • Estranhas histórias de seres normais, Mustafá Ali Kanso, org. Editora Aut Paranaense.
  • Herdeiros de Dagon, Cesar Alcázar & Duda Falcão, orgs. Editora Argonautas.
  • Imaginários, vol. 6, Erick Sama, org. Editora Draco.
  • Monstros gigantes: Kaiju, Luiz Felipe Vasques & Daniel Ribas, orgs. Editora Draco.
  • Samurais x ninjas, Eduardo Massami Kasse & Erick Sama Cardoso, orgs. Editora Draco.
  • Space opera, vol. 3, Hugo Vera e Larissa Caruso, orgs. Editora Draco.

Prêmio fará homenagem ao editor Erick Santos Cardoso

O CLFC também faz anualmente uma homenagem a uma personalidade que se destaca da ficção científica ou literatura fantástica brasileira. Esse ano o homenageado com o prêmio Argos de Conjunto da obra é o editor Erick Santos Cardoso, fundador da Editora Draco de São Paulo.

Fundada em 2009, a editora publica exclusivamente autores brasileiros do gênero fantástico. Em apenas sete anos, a Draco publicou nada menos que 130 títulos individuais, 550 e-books e mais de 200 autores brasileiros. Diferente de muitas editoras da atualidade, a Draco não cobra qualquer valor monetário do autor, ao contrário, paga os devidos direitos autorais e sempre primando pela qualidade do conteúdo. De acordo com o presidente do Clube dos Leitores de Ficção Científica do Brasil, Clinton Davisson, a Draco é um exemplo que deveria ser seguido.

“Já fui autor da Draco no passado e conheço de perto a luta do Erick. Embora pagar o autor seja o correto, muita gente no Brasil não faz isso. Ao contrário, cobra para publicar. E nesse momento em que passamos de tanta revolta em relação à corrupção, é importante valorizar as pessoas que agem de maneira correta.”. Clinton destaca que há vários outros motivos para homenagear o diretor da Editora Draco. “As publicações da Draco sempre impressionam pela qualidade literária. Desde o retorno do Prêmio Argos em 2011, a Draco foi a campeã de prêmios e indicações. Homenagear o Erick era a coisa certa e natural a fazer”, explica.

O Prêmio Argos

O prêmio surgiu no início da década passada e durou quatro edições em 2000, 2001, 2002 e 2003. O nome do prêmio foi uma homenagem à Coleção Argonauta, uma série de livros de bolso de ficção científica, publicada pela Editora Livros do Brasil, pioneira na divulgação do gênero em língua portuguesa.

De acordo com o escritor Gerson Lodi-Ribeiro, um dos criadores do prêmio, o nome foi um consenso porque o próprio Clube nasceu de uma convocação impressa no livro do Roberto Cezar Nascimento, Quem é Quem na Ficção Científica – Volume 1: A Coleção Argonauta. “A Coleção Argonauta sempre foi importante para a maioria dos sócios da velha-guarda. Daí, quando se pensou em criar um prêmio do CLFC, ‘Argos’ foi o nome de consenso”, lembra.

O Clube dos Leitores de Ficção Científica do Brasil revitalizou o Prêmio Argos de Literatura Fantástica em 2012, tornando-o anual.

A premiação

A entrega do Prêmio Argos de Literatura Fantástica 2016 acontecerá no dia 26/11, às 12h30 no Boulevard Olímpico – Avenida Rodrigues Alves, 10 – Praça Mauá, Rio de Janeiro.

A entrada é gratuita.

Página do evento: facebook.com/events/730595070440115/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *