Draco na 22ª Fest Comix
junho 13, 2016
Livro da Draco chega ao mundo acadêmico
junho 16, 2016

Inverso e Reverso: Do outro lado da Série Espelho

Agora que Reverso está em pré-venda já posso contar a verdade: escrevi Inverso e Reverso juntos! Sim, um atrás do outro. Podem me xingar, eu sei que vocês estavam esperando e acharam que eu ainda estava escrevendo a continuação de Inverso um tempo atrás. Mas, é claro, toda a revisão e copidesque contam como preparação do livro e também como escrita, então não precisam me xingar (tanto! rs).

Quando escrevi a história, percebi em algum ponto que ela funcionaria melhor como uma duologia. Isso porque, enquanto Inverso é um livro sobre Megan contra Megami (ou, quem sabe, contra si mesma?), Reverso é Megan contra o mundo. Em Reverso é quando ela percebe que existe muito mais dor e muito mais obstáculos a serem enfrentados na vida que apenas seu passado e si mesma. Em algum momento de uma história maior, os dois livros se desgrudaram, apesar de ainda serem colados em pontos fundamentais.

Essa foi a minha primeira vez escrevendo uma série de livros (fanfics de Harry Potter não contam); meu primeiro livro foi uma história única, por isso foi com a Série Espelho que tive essa nova experiência, que acredito que me fez crescer como escritora e também como pessoa. Digo isso porque escrever esses dois livros foi uma espécie de catarse. E como foi! Explico.

Acontece que livros são objetos mágicos que servem para, entre tantas outras coisas, duas finalidades: acrescentar algo ao leitor (e espero sinceramente que tenha conseguido isso; pelo retorno super positivo de Inverso por parte de vocês acho que consegui um pouquinho!) e esvaziar o escritor. É como se o papel em branco fosse uma grande bacia vazia que você enche de pensamentos e com alguns dos seus sentimentos mais profundos (como uma penseira: novamente, Harry Potter, alguém?). E eu simplesmente precisava escrever um livro que transmitisse o que é o sentimento de perder uma mãe.

Inverso e Reverso são, acima de tudo, uma jornada de autoconhecimento. Existem várias fases na nossa vida em que precisamos nos redescobrir. A adolescência é, talvez, a primeira delas. Mas há também aqueles momentos em que sofremos perdas dolorosas: amigos, amores, empregos, metas… E cada uma delas é mais uma nova forma da gente se remodelar, descobrir novas facetas da nossa personalidade. A morte é um desses momentos também. E, para mim, a passagem da minha mãe e tudo que veio a seguir teve esse significado. Para passar por isso, precisei escrever. E foi então que a Série Espelho surgiu.

Megan não sou eu. Em vários aspectos, ela é uma garota diferente do que um dia eu fui. Mas não tem como escrever e não colocar um pouco de si mesmo e de outras pessoas nos personagens, por isso, sim, ela tem um pouco de mim. Megami também. É o trabalho da literatura trazer personagens e histórias com quem a gente possa se identificar, aqui e ali, pedaço por pedaço.

Espero de verdade que vocês, leitores, tenham se encontrado em algum pedaço da história de Inverso e Reverso. Muito obrigada por me acompanharem nessa jornada.

inverso-karen-alvaresCompre em nosso site:

Paypal | PagSeguro

 

Ou em nossos parceiros

Papel: Cultura |Amazon | Folha | Submarino | Shoptime | Americanas

E-book:  Kobo | Amazon |Cultura Apple Saraiva |Travessa | Google | Folha

Paypal | PagSeguro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *