Monstros Gigantes — Kaiju: Como escrevi “O monstro que habita o âmago”
julho 28, 2015
Monstros Gigantes – Kaiju: Como escrevi “Coração Kaiju”
julho 29, 2015

Samurais x Ninjas: Como escrevi “TK2K”

Quando vi o tema de Samurais x Ninjas, a primeira coisa que pensei foi: “Não vai ter como participar disso! Definitivamente não!”.

Meu estilo literário por opção sempre foi a ficção científica – tanto que publico web-novelas seguindo essa temática, contudo, esse é justamente o gênero literário que ninguém pensaria em atrelar a uma história com samurais e com ninjas.

Foi quando a vontade de fazer algo diferente estalou na minha cabeça. Por que não posso escrever uma história de samurais no futuro? Como todo mundo espera Samurais e Ninjas no Japão feudal, resolvi que o caminho mais fácil não seria minha escolha e assim surgiu TK2K.

Claro que já utilizaram Samurais e Ninjas em Sci-fi antes. Todavia meu desejo era de pisar mais fundo na temática e, por isso, tomei a decisão de construir uma distopia em que o mundo de Mirai Nihon (O Japão do Futuro, literalmente) é dominado por uma grande corporação.

O conto se passa na cidade de TK2K (que é o nome do conto, inclusive), a Tokyo 2000, um lugar destruído em que as pessoas são criadas para servir como objetos do sistema.

sxn_capa-72Clique nos botões abaixo para adquirir.

Paypal | PagSeguro

Papel: Amazon | Cultura

E-book: Amazon | Kobo | Google | Apple | Cultura | Saraiva

Adotando essa linha bastante cyberpunk, a decisão consequente foi que não seria uma luta justa entre samurais e ninjas de carne e osso; os Samurais de Aço seriam mechas criados para dominar a população de Mirai Nihon, seguindo seu infalível sistema operacional: BUSHIDO. Quanto aos ninjas, eles são as pessoas determinadas a destruir o sistema e, portanto, os inimigos principais dos Samurais de Aço.

Quanto ao personagem principal, digamos que queria fugir novamente de todas as expectativas. Um personagem com nome de protagonista de mangá shounen? Não, seria muito fácil. Resolvi que o protagonista seria, literalmente, um ponto fora da curva, um cluster inadequado ao correto funcionamento do sistema. 7315 (Nana!) é o improvável protagonista de uma história de superação e, sobretudo, de esperança.

TK2K definitivamente não saiu uma história padrão de samurais, mas, no final das contas, sinto que meu dever foi cumprido ao escrever esse conto.

Na ilustração, um “pequeno” Samurai de Aço, já que eles são meus queridos! Hihi

Sobre a autora: https://www.facebook.com/PeaceMakerSama

Baixe agora mesmo: Amazon | Apple | Saraiva | Cultura | Kobo | Google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *