Super-Heróis: contos fantásticos dos mais inusitados heróis brasileiros
junho 10, 2014
Futebol: Escrevendo “O último gol de Tião Canhoto”, Fabio Baptista
junho 18, 2014

Vai entrar em um projeto? Prepare-se!

workstation

Muitos autores, principalmente os iniciantes, acreditam que para escrever uma boa história é preciso exclusivamente talento, inspiração e mão na massa.

Essa tríade é muito importante, contudo, quem deseja desenvolver trabalhos com qualidade e profissionalismo precisa ir além. Muito além.

Muitos autores consagrados já disseram que escrever deve ser diversão. Concordo com eles. Para fazer um texto legal, cativante, é preciso ter tesão nisso e boas doses de alegria. A mente livre tem um potencial imenso.

É preciso motivação e vontade. Técnicas e bons conhecimentos também.

A fórmula precisa ter as dosagens bem equilibradas para dar certo.

Como está o seu preparo?

Imagine a cena:

Você vai saltar de paraquedas pela primeira vez. Você sobe no avião, ele decola e na altitude certa a porta se abre. Daí o instrutor toca no seu ombro e diz: “pula”. Você obedece e nesse momento vocês se lembram de que não estudaram as instruções, não avaliaram o seu peso para o paraquedas adequado e tampouco lhe deram os equipamentos necessários para um voo seguro.

paraquedas

E agora? Talvez dê tudo certo, porém, o susto pode tirar o prazer da experiência. Ou pior: pode dar uma bela merda! Desculpe a indelicadeza, mas numa situação dessas acho que essa é a palavra que melhor define os fatos. rsrsrs

A situação descrita é exagerada, mas serve bem para ilustrar como é importante o planejamento, o preparo e os estudos antes de atuar em qualquer área.

Muitos autores reclamam que nunca têm contos selecionados para antologias, que muitos escritores publicados são sempre os mesmos, mimimi, mimimi e etc.

Por que será que isso acontece?

O bom ainda não é o ótimo!

Vou dar a minha opinião segundo o que eu vivencio, ok?

Sempre troco ideias com vários escritores, inclusive esses que têm muitos trabalhos publicados. E todos, literalmente todos eles, preocupam-se em transformar a sua criatividade e inspiração em um texto de alta qualidade por meio do planejamento, das técnicas e do cuidado com cada detalhe.

Eles estudam pra valer tudo aquilo que é necessário para ajudar na composição das histórias, fazem, refazem, analisam, enviam para leitores beta, mudam caminhos, enfim, buscam transformar o bom em ótimo.

Se você acompanha as minhas postagens nas redes sociais, já teve ter lido algo do tipo:

“Quinze páginas lidas, dez linhas escritas. Ótimo resultado!”

E isso não é exagero. Como trabalho com fantasia histórica medieval preciso estudar muito para não cometer gafes ou falhas graves. A minha história precisa se encaixar na “realidade” de maneira bem equilibrada para fazer as engrenagens rodarem sem rangidos.

Assim, #FicaaDica: quer aumentar as suas chances de sucesso e oferecer um texto bem interessante para o seu público? Prepare-se. Você não vai se arrepender.

Até mais!

0 Comments

  1. Graci Rocha disse:

    Concordo plenamente com o que vc mencionou, defendo essa ideia ha um bom tempo, inclusive tenho uma coluna no meu blog com dica de tudo que estudo a respeito, e um pouco da minha petulantezinha opinião… (rsss)
    Gostei mto do que vc mencionou, vale sempre lembrar da importância do aprimoramento!

    Abs

    Graci Rocha
    http://gracirocha.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *