O Baronato de Shoah: o mapa de Nordara
fevereiro 18, 2014
Boy’s Love: para gostar de histórias de amor sem preconceito, por Tanko Chan
fevereiro 24, 2014

A Ilha dos Ossos: navegando em águas sombrias

a_ilha_dos _ossosRecentemente estive aqui para falar sobre Athelgard e como esse mundo vem-se expandindo cada vez mais através de contos e novelas. Agora, chegou o momento de apresentar uma história mais longa: o livro que dá sequência ao romance “O Castelo das Águias”.

Em 2005, quando comecei a escrever a primeira versão do “Castelo”, não fazia ideia de que estava iniciando uma série. Era mais uma das histórias que nasciam e se desenvolviam de forma independente, embora já estivesse ligada a outras, mais antigas, passadas no mesmo universo. No entanto, a história de Anna e Kieran cresceu tanto que acabou não cabendo num só livro. Ou melhor: não terminando num só livro. Porque o final de “O Castelo das Águias” é feliz, mas ao mesmo tempo deixa claro que eles estão apenas no começo.

A escolha de Kieran como narrador para o segundo livro também não foi planejada. No “Castelo”, Anna de Bryke está apaixonada pelo mago como só uma adolescente pode estar, mas mesmo ela percebe que existem aspectos mais sombrios na personalidade dele, além de histórias que ele não quer ou não pode lhe contar; e também percebe que há arestas a serem aparadas no relacionamento dos dois. Continuar com a Anna como narradora seria prolongar essa sensação, por isso optei por usar o ponto de vista do Kieran e deixar claro desde o início o que a Anna já suspeitava: sim, ele é justo e bem-intencionado e a ama de verdade, mas não, ele não é o que se pode chamar “uma boa pessoa”. Ou, pelo menos, não foi assim a vida toda. E, dentro das regras da Magia, está fazendo o que pode para compensar desequilíbrios do passado.

O Castelo das Águias, Ana Lúcia Merege

“A Ilha dos Ossos” começa justamente com um conflito entre Anna e Kieran, que já foi antecipado em “O Castelo das Águias” e em alguns contos publicados no blog da série. Uma das coisas que – espero – o leitor irá perceber é que Anna cresceu muito de um livro para o outro, ganhou confiança em si mesma e se opõe à tentativa de Kieran de controlar sua vida sob o pretexto de “protegê-la”. Isso sem gritar ou chutar baldes, muito menos canelas, pois esse nunca foi o estilo da nossa heroína; ela resolve tudo por meio da palavra. E é a palavra que a conduzirá a salvo ao longo de uma perigosa aventura, a qual, no entanto, só vamos conhecer na segunda metade do livro. Antes disso, o leitor acompanha a jornada de Kieran pelo Oeste de Athelgard, enfrentando todo tipo de obstáculo com a ajuda de suas armas fieis: o Metal e a Magia.

Assim, deixamos a segurança das Terras Férteis para cruzar pântanos sombrios, visitar castelos malditos e navegar em águas traiçoeiras. Não é uma escolha que o Kieran teria feito de boa vontade (nem a Anna, se ela soubesse), mas resultou numa história muito legal, e eu adorei escrevê-la.

Com vocês – “A Ilha dos Ossos”!

Gostou do universo? Você pode adquirir os livros (e-book ou impresso) na sua livraria predileta:

O Castelo das Águias

Papel: Travessa Cultura Comix |FNAC | Saraiva | Site da Editora Draco (com frete incluso): Paypal | PagSeguro

E-book: Amazon | Apple | Cultura | Kobo | Gato Sabido | SaraivaGoogle

A Ilha dos Ossos (pré-venda com desconto e frete incluso para todo o Brasil)

Papel: Paypal | PagSeguro

E-book (JÁ DISPONÍVEL):  Amazon | Kobo

Ou você pode aproveitar a promoção de pré-venda:

Só em nosso site, os dois livros juntos + e-book Saga de Thorold por R$ 49,90!

Paypal | PagSeguro

0 Comentários

  1. Melissa de Sá disse:

    “Navegando em águas sombrias” é praticamente um subtítulo pirata! Eu também sou daquelas que adora uma pirataria rs e mal posso esperar para ver como são os piratas de Athelgard. 🙂

    Faz dois anos praticamente que espero essa continuação. Ah quando esse mestrado acabar… essa vai com certeza ser uma das minhas primeiras leituras!!!

  2. Laísa Couto disse:

    Esse livro promete!! Assim que for possível, irei adquirir, de preferência, autografado! ^^

    • Ana Lúcia Merege disse:

      Laisa, eu posso autografar pra você, mas se comprar na pré-venda você perde o e-book da Saga de Thorold, que tem 90 páginas de uma aventura bem legal. Que tal comprar logo e eu autografo quando nos reencontrarmos? Também vou mandar bottons e marcadores autografados a quem comprar na pré-venda.

  3. Karen Alvares disse:

    Tô muito curiosa para ler essa narração do Kieran. Quem sabe eu não me apego a esse rabugento? Deve ter algum motivo pra Anna gostar tanto dele – que nem o próprio Urien questiona no conto Um Estranho Equinócio! 😉
    Mas confesso… uma das coisas que me deixaram mais curiosa com A Ilha dos Ossos é que a Ana me disse que tem… PIRATAS! *cataploft* Piratas, gente, pi-ra-tas!
    Eu amei essa capa, ficou incrível, mais madura, mais intensa. Quero ter logo esse livro em mãos! Já pedi o meu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *