Brasil Fantástico terá lançamento simultâneo no RJ e em RS
setembro 4, 2013
Lançamento na Bienal do RJ – Reis de todos os mundos possíveis, Octavio Aragão
setembro 5, 2013

Eduardo Kasse fala sobre o romance Deuses Esquecidos

Deuses esquecidos - Série Tempos de SangueO autor Eduardo Kasse nos contou um pouco mais sobre o seu novo livro, sobre a série Tempos de Sangue e selecionou um trechinho da história para divulgar.

Aproveite!

1) Sobre o que fala o livro Deuses Esquecidos?

É um romance, o segundo livro da série Tempos de Sangue – aliás, não é uma continuação do O Andarilho das Sombras.

Nele eu trago novos personagens, novos locais e novas motivações. Alessio, o protagonista, é um cristão, um camponês trabalhador de um mosteiro que foi transformado sem o seu consentimento. Ou melhor: ele não teve qualquer escolha!

Depois disso, da fatídica noite, ele vive um dilema: pode um demônio, um mal que sobrevive do sangue de outros ainda ser amado por Deus?

E ele segue a sua jornada pela Itália atrás de respostas. Se vai encontrá-las ou não, somente lendo o livro… 🙂

2) E o que é a Série Tempos de Sangue?

São histórias com começo, meio e fim. Quero apresentar em cada livro personagens novos. Lógico em que em algum momento há um cruzamento das “jornadas” individuais. Portanto, mesmo que você não tenha lido O Andarilho das Sombras, não perderá nada.

No Deuses Esquecidos, o Alessio é cristão, um trabalhador braçal, analfabeto e temente a Deus. Já no livro anterior, o Harold era altivo – até mesmo um pouco arrogante –, filho de um Earl e acreditava nos deuses nórdicos. Ou seja, duas visões totalmente distintas sobre o mundo e sobre o que eles se tornaram.

Nos próximos romances, todos esses personagens e alguns outros que já estão afoitos para saírem da minha cachola vão se encontrar, lutar, morrer, se amar…

Quantos livros a série vai ter? Boa pergunta! Não costumo planejar essas métricas, vou contando as histórias conforme elas “surgem” na minha mente. Mas pelo menos um terceiro e um quarto livro vão existir.

3) O que você contaria aos leitores que estão prestes a conhecer o “universo” de Deuses Esquecidos.

Que um imortal, apesar de todos os novos “poderes” e dons, continua com as suas fraquezas, sentimentos e falhas. Alguns apenas resquícios da sua vida anterior, outros potencializados.

Muitos desejam a eternidade sem entender o impacto disso na sua existência. Uns adoram, outros vivem em um sofrimento lancinante.

Enfim, o livro fala de tudo isso, de momentos de perdição e de reencontro. Do novo e do corroído pelo tempo. E acima de tudo, dá uma perspectiva sobre a vida e a morte.

4) Você poderia nos dar um trecho interessante do livro?

– Medo da luz… – murmurou Umberto. – Queimaduras fortes sob o Sol… Morder as pessoas, beber sangue…

O monge folheava um grande tomo com capa de couro trabalhada com desenhos de plantas e animais e páginas muito bem conservadas.

As imagens foram reproduzidas com muito esmero, com cores, formas e tamanhos detalhados. Era um livro magnífico.

– Vômitos, paladar alterado… – disse coçando o queixo. – Alessio, Alessio, o que você tem? Que mal acometeu o seu corpo? Ou será o seu espírito?

Umberto ficou em silêncio envolto em seus pensamentos. Tamborilava a mesa com os dedos e mordia o lábio inferior freneticamente.

Procurava nas plantas mais raras alguma ligação com os sintomas ou indicação de cura para o mal desconhecido do pobre homem.

Quer saber mais? Acesse: http://editoradraco.com/2013/09/03/deuses-esquecidos-eduardo-kasse/

Ou já garanta o seu com o ótimo desconto da pré-venda: Paypal | PagSeguro

E ainda tem promoção especial! Deuses Esquecidos + O Andarilho das Sombras Paypal | PagSeguro

0 Comentários

  1. Ana Lúcia Merege disse:

    Quem gosta de ficção medieval não pode perder!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *