Draco convidada para o AnimABC!
junho 7, 2013
Férias com Dragões – 2013 – Descontos de 40% e frete grátis para pedidos de 2 ou + exemplares, kits especiais, sorteio e brindes
junho 15, 2013

Os escritores e a gestão da carreira

carreira de escritorO Erick Sama, manager da Draco, sempre brinca que eu sou o lado “corporate” da editora.

Então, com esse espírito, vamos conversar um pouco.

Ter uma carreira literária vai muito além dos livros. E é nesse ponto que alguns autores têm problemas em “gerenciar” o seu trabalho.

O livro é o seu produto. Ponto.

Sei que muitos vão bradar sob a ótica de uma visão romântica que o livro é a obra de suas vidas etc. Entretanto, sob a ótica de ser um profissional, o livro é sim um produto.

E o autor, em certos momentos precisa se portar tal qual um “vendedor” –  não um vendido – e investir em interação com os leitores, com outros profissionais da cadeia produtiva do livro e com outros autores, a fim de formar círculos de valor e conhecimento.

Afinal, estamos em uma Era altamente interativa, não é? E usando esse gancho, aproveitar as redes sociais em prol de uma divulgação de qualidade é uma boa prática que pode trazer resultados muito interessantes.

Assim, tal como qualquer profissional, os escritores devem ter uma postura proativa e segundo o seu perfil – nunca perca a sua identidade. Com isso, novas oportunidades de “negócio” surgem.

E essas dicas, valem tanto para novos autores quanto para escritores consagrados, afinal, o nome, a sua marca, é importante, mas sem um trabalho bem feito junto ao público ele não se sustenta sozinho.

0 Comentários

  1. Nilton Braga disse:

    Conselhos válidos inclusive para outros mercados, que não o editorial. O networking com outros profissionais da área e a proximidade com o “cliente” é o que abre novas oportunidades de trabalho. Estar próximo, de uns ou de outros, é o que cria um relacionamento de confiança e troca.

    []

    NB.

  2. Ana Lúcia Merege disse:

    Pois é, Eduardo. Para alguns de nós é complicado manter o foco, afinal são tantos projetos, tantas ideias… E o trabalho não termina com a publicação do livro, pelo contrário. É preciso correr atrás, sempre!

  3. Jeremias Alessandro disse:

    Leiam A Revolta de Atlas. Só isso é necessário dizer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *